aprenda inglês com vídeos

1   2   3   4   5

THIS VIDEO WILL MAKE YOU ANGRY

1 - Hello Internet. Thoughts compete for space in your brain: cat photos, news stories, beliefs structures, funny GIFs, educational videos, not-so-educational videos and your thinking inventory is limited.

2 - A thought without a brain to think it, dies. Now we can treat thoughts as though they're alive. Specifically alive like germs.

3 - That might sound weird but stick with me. Take jokes. Jokes are thought germs that live in your brain -- and when you tell the joke  to another brain, you help it reproduce.

4 - Just like when you have the flu and sneeze to help it reproduce. This germ gets into its host by snot through the mouth and this one by words through the ear but it's reproduction either way.

5 - Logging on to your social media then, is exposing yourself to everyone's mental sneezes. Each post a glob of snot with an thought germ trying to get in your brain -- if not for permanent residence then at least long enough to get you to press the share button and sneeze it with everyone you know.

6 - In this analogy then, a funny cat photo with a perfect caption is a super-flu. Now just as germs exploit weak points in your immune system, so do thought germs exploit weak points in your brain.

7 - A.K.A. emotions. Once inside, thought germs that press emotional buttons get their hosts to spread them more -- measurably more. Well, except sadness, sad thought germs don't get very far.

8 - Awe is pretty good which is why websites that construct thought germs like biological weapons arm them with them titles like "7 whatevers that will blow your mind" or "The Shocking Secret behind... this thing"

9 - But anger is the ultimate edge for a thought germ. Anger, bypasses your mental immune system, and compels you to share it.

10 - Being aware of your brain's weak spots is necessary for good mental hygiene -- like knowing how to wash your hands.

11 - Because even without intentional construction, any thought germ on the Internet can, on its own, grow more infections as it spreads. To talk about why, lets forget anger for a moment and go back to that cat photo.

12 - Every photo ever taken is a thought germ, and most die a quick death like the bazillion cat photos (or baby photos) posted on The Internet that are never shared.

13 - But a mildly funny cat photo can grow into so much more, because just as transatlantic flights were the best thing to happen to germ germs, so the Internet is the best thing to happen to thought germs.

14 - For once on-board, that cat photo is a thought germ that can leap into other brains. And those brains might share it, and here's the key point, occasionally, change it --

15 - a Photoshop here, a tweaked caption there. Most changes are terrible, but some make the thought germ even funnier, getting brains to share it more. Which results in more changes and a shot at super-stardom.

16 - A thus a lowly cat photo can achieve global brain domination. At least for a few hours. The Internet, with its unparalleled ability to share and randomly change thought germs can't help but help make them stronger. With jokes, that's awesome -- but with angry germs not always so awesome.

17 - No. Angry germs, the more they're shared undergo the same process, changing and distorting to be more aggravating.

18 - These have a better chance of spreading than their more accurate but more boring rivals. But like plagues, thought germs can burn though a population too quickly.

19 - Just watch your favorite meme generating machine for a week and you'll see the life-cycle fly by. However some thought germs have found a way around burnout.

20 - Now, I must warn you, depending on which thought germs live in your head and which you fight for, the next section might sound *horrifying*.

21 - So please keep in mind, we're going to talk about what makes some thought germs, particularly angry ones, successful and not how good or bad they are.

22 - OK? Deep breath: calm. Though germs can burn out because once everyone agrees, it's hard to keep talking and thus thinking about them.

23 - But if there's an opposing thought germ, an argument, then the thinking never stops. Disagrement doesn't have to be angry, but again, angry helps.

24 - The more visible an argument gets the more bystanders it draws in which makes it more visible is why every group from the most innocuous internet forum to The National

25 - Conversation can turn into a double rage storm across the sky in no time. Wait, these though germs aren't competing, they're co-operating. Working together they reach more brains and hold their thoughts longer than they could alone.

26 - Thought germs on opposite sides of an argument can be symbiotic. One tool symbiotic anger germs in particular can employ is your-with-us-or-against-us.

27 - Whatever thought germ just leaped to the front of your brain, push it back. This video isn't about that. We're just talking about the tool, and this one makes it hard, for neutral brains to resist and its diviciveness also grows its symbiotic partner.

28 - This explains why, in some arguments gaining more allies also gains more enemies. Because though the participants think they're involved in a firey battle to the death from the anger germs perspective one side is a field of flowers and the other a flock of butterflies.

29 - *Of course* planting more flowers will get you more butterflies and getting more butterflies will pollinate more flowers. If there is some argument that splits the population and lasts forever that even the most neutral people find difficult to avoid, you just might be looking at a super successful pair of symbiotic anger germs that have reached ecological tability.

30 - Now, one final depressing though. Uhhhh… I mean one more Awe inspiring point, that will reveal the secrets of, ahhh -- actually no it's just depressing.

31 - When opposing groups get big they don't really argue with each other, they *mostly* argue with themselves about how angry the *other* group makes them. We can actually graph fights on the Internet to see this in action.

32 - Each becomes its own quasi isolated internet, sharing thoughts about the other. You see where this is going, right? Each group becomes a breeding ground for thought germs *about* the other -- and as before the most enraging -- but not necessarily the most accurate -- spread fastest.

33 - A group almost can't help but construct a totem of the other so enraging they talk about it all the time -- which, now that you know how though germs grow, is exactly what make the totem always perfectly maddening.

34 - Now, all this isn't to say that there's no point in arguing. (That's a different video). Or that the Internet isn't amazing, or that there aren't things worth trying to change peoples' minds about.

35 - And thought germs of all kinds come and go. But it's useful to be aware of how thought can use our emotions to spread and how the more rapidly a thought is able to spread the more chances it has to become *even better* at spreading through random changes made to it. Sometimes that's great, sometimes it's terrible.

36 - But if you want to maintain a healthy brain it pays to be cautious of thoughts that have passed through a lot of other brains and that poke you where you are weakest. It's your brain -- be hygienic with it. 

37 - So, of course this video is a thought germ, one constructed very intentionally over time to spread a thought germ about thought germs -- exposing their secrets -- one could say.

38 - But I tried as hard as possible, not to have, this video attack your brain through emotions, so it could use a little help spreading.

39 - Please be a good germ vector and click the share buttons to sneeze this at your friends. Your coworkers. Your family. Infect them all.

40 - You shared the video, right? Well if you're still here, you really got infected hard. Only thing left is to click onscreen and sign up to the email list which will get you exposed to many more thought germs in stick figure video form.

ESSE VÍDEO VAI TE DEIXAR COM RAIVA

1 - Olá Internet. Pensamentos competem por espaço em seu cérebro: fotos de gatos, notícias, estruturas de crença, GIFs engraçados, vídeos educativos, vídeos nem-tão-educativos e a quantidade de coisas nas quais você pode pensar é limitada. 

2 - Um pensamento sem um cérebro para pensa-lo, morre. Nós podemos tratar pensamentos como se estivessem vivos. Especialmente vivos como germes.

3 - Isso pode soar estranho mas mantenha-se comigo. Piadas, por exemplo. Piadas são germes do pensamento que vivem no seu cérebro -- e quando você conta a piada para outro cérebro, você ajuda ela a se reproduzir.

4 - Como se você estivesse gripado e espirrasse para ajuda-lo a se reproduzir. Esse germe entra em seu hospedeiro através da boca e esse palavras pela orelha mas é reprodução de qualquer maneira.

5 - Entrando em sites de redes socias então, é expor você mesmo aos espirros mentais de todo mundo. Cada postagem uma bola de ranho com um germe do pensamento tentando chegar no seu cérebro -- se não por residência permanente então se quer por tempo o suficiente para você apertar o botão de compartilhar e espirra-lo para todos que você conhece.

6 - Nessa analogia então, uma foto engraçada de um gato com a legenda perfeita é uma super-gripe Assim como germes aproveitam pontos fracos em seu sistema imunológico, germes mentais aproveitam pontos fracos em seu cérebro.

7 - Leia-se, emoções. Uma vez dentro, germes mentais que pressionam botões emocionais fazem seus hospedeiros espalha-los mais -- bem mais. Bem, exceto tristeza, germes mentais tristes não chegam muito longe.

8 - Admiração/receio é excelente e porisso sites que constroem germes mentais como armas biológicas armam eles com títulos como "7 coisos que vão te impressionar" ou "O segredo chocante por trás... disso"

9 - Mas raiva é a melhor arma para um germe mental. Raiva, passa pelo seu sistema imunológico mental, e te faz compartilha-la.

10 - Estar ciente dos pontos fracos do seu cérebro é necessário para uma boa higiene mental -- assim como saber lavar as mãos.

11 - Porque mesmo sem construção intencional, qualquer germe mental na internet pode, sozinho, ficar cada vez mais infeccioso a medida que se espalha. Para explicar porque, vamos esquecer raiva por agora e voltar para a foto do gato.

12 - Cada foto já tirada é um germe mental, e a maioria morre rapidamente como o zilão de fotos de gatos (ou de bebês) postadas na internet que nunca são compartilhadas.

13 - Mas uma foto de um gato moderadamente engraçada pode se tornar muito mais, porque assim como vôos transatlanticos foram a melhor coisa que já aconteceu aos germes normais, a internet é a melhor coisa que já aconteceu aos germes mentais.

14 - Porque uma vez à bordo, aquela foto é um germe que pode pular para outros cérebros. E estes podem compartilha-la, e aqui está o ponto principal, ocasionalmente, mudá-la --

15 - um pouco de photoshop aqui, uma melhoria na legenda aqui. A maioria das mudanças é horrível, mas algumas fazem do germe mental algo mais engraçado ainda, fazendo com que cérebros compartilhem-no mais vezes. O que resulta em mais mudanças e uma chance de se tornar algo gigantesco.

16 - Logo uma foto de um gato plebiana pode alcançar dominação mundial. Ao menos por algumas horas. A internet, com sua habilidade incomparável de compartilhar e aleatóriamente mudar germes mentais não tem como evitar deixa-los mais fortes. Com piadas, isso é ótimo -- mas com germes de ódio nem tão ótimo.

17 - Não. Germes de raiva, quão mais são compartilhados passam pelo mesmo processo, mudando e distorcendo-se para ser mais agravante.

18 - Estes tem uma chance melhor de se espalhar que seus rivais mais corretos porém mais chatos. Mas assim como pragas, germes mentais podem queimar uma população rápido demais.

19 - Apenas acompanhe seu site favorito por uma semana e verás o ciclo da vida. Porém algumas germes acharam uma maneira de passar por este problema.

20 - Agora, eu preciso te avisar, dependendo do tipo de germes que vivem em sua mente e pelos quais você luta, a próxima parte pode parecer *horrível*.

21 - Então mantenham em mente, nós vamos falar sobre o que faz com que alguns germes, particularmente os de ódio, obterem sucesso e não o quão bons ou ruins eles são.

22 - Tranquilo? Respire fundo: calma. Germes mentais podem sumir rápido porque assim que todos concorda, é difícil continuar falando ou pensando sobre eles.

23 - Mas se ouvir um germe do ódio opositor, uma discussão, o pensamento nunca para. Discórdia não precisa ser odiosa, mas novamente, ódio ajuda.

24 - Quanto mais visível uma discussão fica mais observadores ela atrai o que deixa ela mais e mais visível, e é por isso que todo o grupo, do fórum mais inócuo da internet ao The National

25 - Conversation pode se tornar uma double rage storm across the sky quase que instantaneamente. Espere, estes germes não estão competindo, eles estão cooperando. Trabalhando junto eles atingem mais cérebros do que conseguiriam sozinhos.

26 - Germes mentais de lados opostos de uma discussão podem ser simbióticos. Uma arma que germes do ódio simbiótico em particular podem utilizar é o você-está-conosco-ou-contra-nós.

27 - Não importa qual germe mental tomou conta do seu cérebro ignore-o agora. Esse vídeo não é sobre isso. Nós só estamos falando sobre a arma, e esta deixa difícil, para cérebros neutros resistir e a tendência de divisão dela também cresce, seu parceiro simbiótico.

28 - Isso explica porque, em algumas discussões, ganhar mais aliados é também ganhar mais inimigos. Porque embora os participantes pensem que estão envolvidos em uma batalha flamejante até a morte da perspectiva do germe um lado é um campo de flores e o outro um monte de borboletas.

29 - *Claro* que plantar mais flores vai te trazer mais borboletas e mais borboletas vão polinizar mais flores. Se tem algum argumento que divide a população e dura tanto tempo que nem a pessoa mais neutra acha-o difícil de ignorar, você pode estar olhando para um par simbiótico de germes mentais do ódio com um sucesso incrível que atingiu estabilidade ecológica.

30 - Agora, um último pensamento depressivo. Uhhhh… digo, um pensamento que trará alegria e admiração, que vai revelar os segredos de, ahhh -- na verdade não, é só depressão mesmo.

31 - Quando grupos opostos ficam grandes o suficiente eles não discutem mais um com o outro, eles *na maior parte do tempo* discutem internamente sobre como o *outro* grupo deixa-os irritados. Nós podemos representar discussões na internet com um gráfico e ver isto em ação.

32 - Cada lado torna-se uma internet quase que isolada, compartilhando pensamentos sobre os outros. Dá pra ver onde isso vai acabar, certo? Cada grupo se torna um criadouro de germes *sobre* os outros -- e assim como antes os mais odiosos -- mas não necessariamente os mais corretos -- se espalham mais rapidamente.

33 - Um grupo não consegue não construir um totem do outro que é tão irritante que eles falam sobre ele o tempo todo -- o que, agora que você sabe como germes mentais crescem, é exatamente o que faz do totem algo absurdamente odiável.

34 - Isso tudo não é pra dizer que não há o porque discutir. (Isso é outro vídeo). Ou que a internet não é incrível, ou que não há coisas que valem a pena tentar mudar a opinião dos outros sobre.

35 - Germes mentais de todos os tipo vem e vão. Mas é útil saber como esses germes podem usar nossas emoções para se espalhar e quanto mais rápido um germe se espalha mais chances ele tem de se tornar *melhor ainda* em se espalhar através das mudanças aleatórias que ocorrem com ele. As vezes isso é ótimo, as vezes isso é horrível.

36 - Mas se você quer manter um cérebro saudável vale a pena ter cuidado com pensamentos que que já passaram por uma grande quantidade de outros cérebros e que tentam atingir onde o seu cérebro é mais fraco. É o seu cérebro -- tenha higiene ao lidar com ele.

37 - Então, claro que este vídeo é um germe mental, um construído intencionalmente para espalhar um germe mental sobre germes mentais -- expondo seus segredos -- pode-se dizer.

38 - Mas eu tentei o máximo possível, fazer com que, este vídeo não ataque seu cérebro através de emoções, então ele poderia aproveitar um pouco de ajuda espalhando-se.

39 - Por favor sejá um bom hospedeiro e clique nos botões de compartilhar para espirra-lo para seus amigos. Seus colegas de trabalho. Sua família. Infecte-os todos.

40 - Você compartilhou o vídeo, certo? Se você ainda está aqui, você realmente foi infectado fortemente. A única coisa que sobrou pra fazer é clicar na tela e inscrever-se na lista de e-mails que vai te expor a muito mais germes mentais em forma de vídeo com bonecos de palito.

MAIS VÍDEOS EM INGLÊS