"aprender inglês pode ser simples."

Olá, tudo bem? Eu sou o Charlles Nunes, e se você já se perguntou:

  • "Como posso aprender inglês mais rápido?"
  • "Será que eu vou ter que 'nascer de novo' pra aprender esse língua?"
  • "Qual o caminho mais curto pra se aprender um idioma?"

...Então você está no lugar certo!

leia a seguir como o aprenda inglês agora pode te ajudar a realizar seu sonho

Todo ano, vinte milhões de brasileiros começam a estudar inglês, entre crianças, adolescentes e adultos. 

Porém, a grande maioria deles desiste antes de passar do nível básico.

Isso pode acontecer devido a muitos fatores, como:

  • Falta de tempo pra se dedicar ao estudos.
  • Imprevistos financeiros, como desemprego.
  • Falta de interesse na metodologia de ensino.
  • Falta de resultados após um período de estudo.

Felizmente, você pode aprender inglês sem ter aulas presencias, sem fazer um curso formal e sem comprometer suas reservas.

Cada vez mais pessoas estão buscando alternativas pra falar inglês rápido. Comigo, não foi diferente...

um pouco da minha jornada até aprender inglês

Eu fui criado numa família simples. Meu pai era churrasqueiro, minha mãe, costureira. Os dois gostavam de trabalhar. E amavam aprender.

Com meu pai, aprendi a falar com Deus e o mundo na feira de Volta Redonda... Paraibano arretado da gota serena! ;-)

Com minha mãe aprendi o gosto pela leitura. Depois que ela ficou viúva (aos 32 anos) a gente sempre a encontrava com um livro na mão, depois de um dia longo e exaustivo na costura.

Aos 21 anos, fui pra Pernambuco servir como missionário. 

E sete meses depois, um acontecimento mudaria minha vida pra sempre...

Pega leve... A foto é de 1987! ;-)

Fui servir no escritório da missão, e como muitos missionários recém-chegados não falavam português, me vi numa enrascada. =(

Comecei a estudar com o pouco material que tinha. Passei a escrever meu diário em inglês. E quando eu pensei que já estava sabendo alguma coisa...

Participei de uma reunião com mais de 30 pessoas falando inglês por 4 horas.

Boiei legal.

Mas ao invés de jogar a toalha, com a ajuda do meu companheiro (que era da Califórnia), bolamos um plano pra começar uma nova rotina de estudos na manhã seguinte.

Dali em diante - todo dia, por três meses - lemos O Livro de Mórmon em inglês. Ele lia, eu acompanhava, comparando com o português. Depois, eu dava minhas 'cacetadas' do jeito que desse mesmo!

A cada dia, a coisa ia fazendo mais e mais sentido. E como nossa agenda era cheia, a alternativa foi estudar das 5 e meia às 6 e meia da manhã...

Em 90 dias, eu já conseguir 'me virar' com os gringos.

Duas semanas depois que terminei a missão, comecei a trabalhar como professor.

Contei tantas vezes essa história, que acabou virando meu primeiro livro. Se quiser dar uma espiada, clique aqui. =D

continuei botando a mão na massa...

Esse negócio de aprender inglês realmente deu um norte na minha vida. Minha esposa e eu abrimos um curso em 1997. Fechamos em 2002. Abrimos outro em 2012, nosso querido BLZ Idiomas, o qual coordeno com muito carinho. Nesse intervalo...

  • Escrevi 10 livros, a maioria voltada ao ensino de idiomas.
  • Criei um dos sites mais visitados no mundo quando o tema é português para estrangeiros. Ele é o 1º colocado no Google para diversos termos, inclusive esse aqui.
  • Trabalhei nos Jogos Pan-americanos Rio 2007 e no Projeto de Substituição dos Geradores de Vapor na usina nuclear de Angra dos Reis.
  • Criei esse site pra ajudar você a deslanchar no inglês! =D

mas nem tudo foram flores...

Confesso que fiquei pensando um tempinho antes de incluir essa parte, mas quem tá na chuva, é pra se molhar...

Em 2010 nossa família teve que dizer adeus - ou 'até breve' - à nossa preciosa caçula. Ela nos brindou com sua presença por nove anos, e não vejo a hora de um dia abraçá-la de novo. Ainda temos três filhos, e nos curtimos pra caramba, mas a saudade que fica é algo que nenhum de nós consegue descrever.

No ano seguinte, escrevi um livro em sua homenagem - Simplesmente Poliana: Uma História de Fé, Amor e Esperança - que você também pode ler clicando na capa:

em 2015, resolvi gravar um curso de inglês em vídeos

Pra começar, enfrentei minha falta de habilidade com a câmera.

A seguir, precisei fazer as pazes com o dentista!

Foi então que, vasculhando na Net, conheci o trabalho do Vitor Alli, justamente quando ele lançava o Concurso 'Falar pra Câmera'.

Botei a cara na reta:

Fui um dos ganhadores do concurso, e quebrei muitos paradigmas, dentre eles, o mito da feiúra... Valeu, Vitor!=D

"E AGORA, O QUE É QUE EU FAÇO AGORA?"

Peguei essa frase emprestada do meu amigo Alan Pakes. Quando a gente termina um curso, uma palestra, algo que mexe com a gente, fica sempre a pergunta: "O que eu vou fazer com esse aprendizado?"

E todos nós sabemos que muito conhecimento vai pra baixo do tapete. Infelizmente...

Então, pra não deixar a peteca cair nem a fogueira esfriar, vão aí duas dicas:

  • Se cadastre na nossa lista, pra receber um e-book gratuito e as nossas dicas de inglês.
  • Comece hoje mesmo a fazer o nosso Curso Grátis de Inglês. São 15 aulas, que têm até playlist!

Um grande abraço, e nos vemos pelo mundo!

Charlles Nunes