cognatos em inglês
como reconhecer 3000 palavras



Você sabia que existem cerca de 3000 palavras parecidas entre português e inglês? Elas são chamadas de palavras cognatas.

Ao perceber o padrão que essas palavras seguem, você vai dar um salto no entendimento do inglês.

Escolhemos 54 dessas palavras e formamos 18 grupos. Basta ler em voz alta as palavras em português, e olhar a correspondente em inglês. Em pouco tempo, você passa a reconhecer os padrões de cada grupo.

Confira:

cognatos em inglês
como reconhecer 3000 palavras



Você sabia que existem cerca de 3000 palavras parecidas entre português e inglês? Elas são chamadas de palavras cognatas.

Ao perceber o padrão que essas palavras seguem, você vai dar um salto no entendimento do inglês.

Escolhemos 54 dessas palavras e formamos 18 grupos. Basta ler em voz alta as palavras em português, e olhar a correspondente em inglês. Em pouco tempo, você passa a reconhecer os padrões de cada grupo.

Confira:

animal

hospital

moral


capacity

eternity

city


organization

emotion

nation


tourist

dentist

humorist


feminism

criticism

enthusiasm


patience

science

intelligence


actor

color

favor


adversary

missionary

contrary


real

radical

virtual


excellent

important

patient


economic

metallic

pacific


lucid

splendid

vivid


automobile

reptile

projectile


adoptive

creative

imaginative


invisible

incredible

accessible


delicious

famous

generous


to celebrate

to create

to donate


to dance

to complete

to imagine


to amplify

to qualify

to simplify


to comment

to consult

to report


usually

daily

originally

animal

hospital

moral


capacidade

eternidade

cidade


organização

emoção

nação


turista

dentista

humorista


feminismo

criticismo

entusiasmo


paciência

ciência

inteligência


ator

cor

favor


adversário

missionário

contrário


real

radical

virtual


excelente

importante

paciente


econômico

metálico

pacífico


lúcido

esplêndido

vivido


automóvel

réptil

projétil


adotivo

criativo

imaginativo


invisível

incrível

acessível


delicioso

famoso

generoso


celebrar

criar

doar


dançar

completar

imaginar


amplificar

qualificar

simplificar


comentar

consultar

report


usualmente

diariamente

originalmente

Existem também palavras que se parecem, mas que têm um significado diferente do português. Elas são chamadas de falsos cognatos. Confira alguns:

lecture

library

mayor

costume

fabric

novel

pasta

support

realize

actually

attend

sensible

sensitive

journal

parents

pretend

shoot

push

prejudice

college

lunch

tax

palestra

biblioteca

prefeito

traje

tecido

romance

macarrão

apoiar

perceber

na verdade

comparecer

sensato

sensível

diário

pais

fingir

atirar

empurrar

preconceito

faculdade

almoço

imposto

Manifesto 1

Today is the best day to learn English.

Ler mais

MANIFESTO 2

I can be fluent in English. 

Ler mais

MANIFESTO 3

I want to read my favorite books in English.

Ler mais

MANIFESTO 4

I want to learn how to think in English.

Ler mais

Manifesto 1

Today is the best day to learn English.

Ler mais

MANIFESTO 2

I can be fluent in English.

Ler mais

MANIFESTO 3

I want to read my favorite books in English.

Ler mais

MANIFESTO 4

I want to learn how to think in English.

Ler mais

[PARA O PROFESSOR]: COMO ENSINAR OS COGNATOS

Durante vários anos, comecei nossas turmas de inglês básico ensinando os cognatos. Por uma razão muito simples: é uma maneira fácil de interagir com os alunos, e ajudar a cada um deles a desenvolver a confiança para falar, visto que podem traduzir as palavras com certa facilidade.

Outro ponto relevante é que eu mantinha os cognatos em locais distintos da escola. Assim, eu podia andar com os alunos durante a aula - o que descontrai bastante nas primeiras aulas.

POR ONDE COMEÇAR

Pergunte quantas palavras em inglês seus alunos já conhecem. Após algumas respostas, desperte a curiosidade deles:

"E se eu dissesse que daqui a pouco vocês podem entender uma boa parte de um livro escrito 100% em inglês?"

Então, mostre uma ou duas vezes o vídeo dos cognatos. Depois, retire o volume e peça que falem em conjunto a tradução das palavras.

Quando eles estiverem acertando bastante, proponha uma das seguintes dinâmicas:

  1. Acelere o vídeo a cada rodada, e veja quem consegue acompanhar traduzindo.
  2. Distribua cartões aos alunos. Fale três palavras em português para que cada um escreva em inglês no seu cartão. Peça que escrevam com letras grandes. Espalhe os cartões na mesa, e faça o inverso. Agora, você diz a palavra em inglês e eles pegam o cartão o mais rápido possível. Vence quem pegar mais cartões.
  3. Divida a turma em duplas e dê a cada uma um livro em inglês. Marque um minuto e peça que contem as palavras conhecidas. A dupla - ou grupo - que achar mais palavras será a vencedora.
  4. Leia um parágrafo palavra por palavra, e peça que batam palma sempre que reconhecerem uma palavra.
  5. Ao final da aula, diga que antes de saírem eles devem responder uma 'Pergunta na Porta'. Fique ao lado da porta, e diga três cognatos em inglês para cada aluno. Quem acertar, sai. Quem errar, volta para o 'final da fila'.

POR QUE OS COGNATOS SÃO IMPORTANTES

Os cognatos mostram para o aluno que existem muitas semelhanças entre as palavras do idioma que ele fala e do que está aprendendo. Isso contribui para aumentar a confiança de que ele pode aprender o novo idioma.

Um segundo motivo para enfatizar esse aprendizado é que aos poucos o aluno começa a reconhecer padrões, o que ajuda bastante na capacidade dele decifrar palavras pelo contexto.

Vale lembrar que os falsos cognatos, mesmo sendo tão divulgados, são em número bem menor do que os verdadeiros.

E você, o que achou desse artigo? Tem alguma sugestão para ajudarmos os Professores?

[PARA O PROFESSOR]: COMO ENSINAR OS COGNATOS

Durante vários anos, comecei nossas turmas de inglês básico ensinando os cognatos. Por uma razão muito simples: é uma maneira fácil de interagir com os alunos, e ajudar a cada um deles a desenvolver a confiança para falar, visto que podem traduzir as palavras com certa facilidade.

Outro ponto relevante é que eu mantinha os cognatos em locais distintos da escola. Assim, eu podia andar com os alunos durante a aula - o que descontrai bastante nas primeiras aulas.

POR ONDE COMEÇAR

Pergunte quantas palavras em inglês seus alunos já conhecem. Após algumas respostas, desperte a curiosidade deles:

"E se eu dissesse que daqui a pouco vocês podem entender uma boa parte de um livro escrito 100% em inglês?"

Então, mostre uma ou duas vezes o vídeo dos cognatos. Depois, retire o volume e peça que falem em conjunto a tradução das palavras.

Quando eles estiverem acertando bastante, proponha uma das seguintes dinâmicas:

  1. Acelere o vídeo a cada rodada, e veja quem consegue acompanhar traduzindo.
  2. Distribua cartões aos alunos. Fale três palavras em português para que cada um escreva em inglês no seu cartão. Peça que escrevam com letras grandes. Espalhe os cartões na mesa, e faça o inverso. Agora, você diz a palavra em inglês e eles pegam o cartão o mais rápido possível. Vence quem pegar mais cartões.
  3. Divida a turma em duplas e dê a cada uma um livro em inglês. Marque um minuto e peça que contem as palavras conhecidas. A dupla - ou grupo - que achar mais palavras será a vencedora.
  4. Leia um parágrafo palavra por palavra, e peça que batam palma sempre que reconhecerem uma palavra.
  5. Ao final da aula, diga que antes de saírem eles devem responder uma 'Pergunta na Porta'. Fique ao lado da porta, e diga três cognatos em inglês para cada aluno. Quem acertar, sai. Quem errar, volta para o 'final da fila'.

POR QUE OS COGNATOS SÃO IMPORTANTES

Os cognatos mostram para o aluno que existem muitas semelhanças entre as palavras do idioma que ele fala e do que está aprendendo. Isso contribui para aumentar a confiança de que ele pode aprender o novo idioma.

Um segundo motivo para enfatizar esse aprendizado é que aos poucos o aluno começa a reconhecer padrões, o que ajuda bastante na capacidade dele decifrar palavras pelo contexto.

Vale lembrar que os falsos cognatos, mesmo sendo tão divulgados, são em número bem menor do que os verdadeiros.

E você, o que achou desse artigo? Tem alguma sugestão para ajudarmos os Professores?